Selecione o idioma

Publicada em

Festival das Cataratas recebe menção honrosa da ALEP

Sessão solene em homenagem ao " Dia Mundial do Turismo". / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Sessão solene em homenagem ao ” Dia Mundial do Turismo”. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Na véspera do Dia Mundial do Turismo (celebrado em 27 de setembro após ser instituído pela Organização Mundial do Turismo), o Festival das Cataratas foi homenageado na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). A sessão solene desta terça-feira (26) foi proposta pelo deputado Ney Leprevost (PSD), presidente da Comissão de Turismo da Assembleia.

Para o idealizador e coordenador do Festival das Cataratas, Paulo Angeli, a menção “é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela equipe nos últimos 12 anos em prol da geração de negócios e o desenvolvimento do turismo tanto no âmbito mercadológico como científico”, destacou.

menc

Lideranças de diversos segmentos do setor foram reconhecidas durante a sessão em razão dos relevantes trabalhos prestados para o desenvolvimento do turismo estadual. Leprevost ressaltou que o turismo é uma indústria ambientalmente correta – sem chaminés – e impulsiona o desenvolvimento sustentável do Paraná. “Estamos expressando o reconhecimento público a estas pessoas para incentivá-las a ampliarem esse trabalho que é muito importante. O turismo pode contribuir para a preservação ambiental e gerar oportunidades para as pessoas encontrarem novas maneiras de terem uma renda extra”, complementou.

Em 2017, o Festival das Cataratas – um dos maiores eventos do turismo nacional – bateu recorde no número de participantes (8.180), registrando um crescimento de mais de 600% desde a sua primeira edição, promovida em 2016. Somente no Fórum Internacional de Turismo do Iguassu – o maior técnico-científico do setor – reuniu mais de 1,2 mil estudantes e professores de todo o Brasil.

Foto: Jean Pavão/Festival das Cataratas

Foto: Jean Pavão/Festival das Cataratas

Turismo Sustentável

A Assembleia Geral das Nações Unidas definiu 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento com o objetivo de mostrar maneiras de como o turismo contribui para o desenvolvimento sustentável da economia, das relações sociais e do meio ambiente.

E a preocupação socioambiental sempre foi uma característica marcante do Festival das Cataratas. Uma das principais ações é a compensação das emissões dos Gases de Efeito Estufa resultantes de diversas atividades, como a montagem e a desmontagem das estruturas do evento e os deslocamentos de seus participantes. Para isso, o Instituto para o Desenvolvimento do Turismo, Cultura, Esporte e Meio Ambiente (Idestur) aplica a metodologia GHG Protocol (Greenhouse Gas Protocol), utilizada mundialmente por empresas e governos no cálculo das emissões.

Na última edição do Festival das Cataratas, um plantio simbólico foi realizado com a participação do organizador do evento, Paulo Angeli,ao lado de José Acir Borges, Gerente de Operações do Rafain Hotel & Convention e representantes da comissão organizadora.

Na última edição do Festival das Cataratas, um plantio simbólico foi realizado com a participação do organizador do evento, Paulo Angeli, ao lado de José Acir Borges, Gerente de Operações do Rafain Hotel & Convention e representantes da comissão organizadora.

Na edição de 2017, o total de emissões contabilizadas será convertido no plantio de aproximadamente 441 mudas de árvores nativas nas proximidades do Corredor da Biodiversidade Santa Maria, que liga o Parque Nacional do Iguaçu à faixa de reserva florestal da Itaipu Binacional.

« Voltar para Home