Select a language

Destino Iguaçu

uhul foz do iguaçu

FOZ DO IGUAÇU

Situa-se em uma localização privilegiada, na região trinacional do Brasil com Argentina e Paraguai, no centro geográfico do Mercosul. Cidade cosmopolita, que abriga 80 etnias, é um exemplo de convivência pacífica e harmoniosa entre diferentes povos que possui uma população com 311.000 habitantes. A vegetação do município é de Mata Atlântica e cerrado. Com uma taxa de urbanização da ordem de 99,00%, o seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,866%, sendo assim, a maior média do estado do Paraná e a oitava do Brasil. Em um raio de 170 quilômetros a partir de Foz do Iguaçu, incluindo os três países, vivem hoje aproximadamente 2 milhões de habitantes. Desses, 1 milhão e 200 mil vivendo na região Oeste do Paraná. Foz do Iguaçu é reconhecida como um destino turístico internacional, por abrigar uma das novas sete maravilhas da natureza, as Cataratas do Iguaçu, e a maior usina hidrelétrica do mundo em geração de energia, a Itaipu Binacional.

Estrangeiros – A cidade se destaca como o segundo destino na preferência dos turistas estrangeiros que visitam o Brasil, segundo pesquisa da Embratur. Também é considerada uma das cinco cidades brasileiras que mais recebem turismo de eventos nacionais e internacionais, conforme a Associação Internacional de Congressos e Convenções.

Indutor – Foz do Iguaçu figura, ainda, em primeiro lugar entre as cidades não capitais no Estudo de Competitividade dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, feito pela Fundação Getúlio Vargas para o Ministério do Turismo.

Hotelaria – A cidade conta com um dos seis maiores parques hoteleiros do Brasil, com mais de 23 mil leitos. Por sua posição geográfica privilegiada, contempla três aeroportos internacionais, possui uma das melhores infraestruturas do país para a realização de eventos. Seus centros de convenções são capazes de receber, juntos, 40 mil pessoas, simultaneamente.

Turistas – Estima-se que o Destino Iguaçu recebe mais de 5 milhões de turistas por ano, somados os que visitam os atrativos da região e os participantes de eventos nacionais e internacionais, e os que se dirigem à região para fazer compras em Ciudad del Este, no Paraguai.

As Cataratas do Iguaçu recebem 2,5 milhões de turistas por ano, pelos lados brasileiro e argentino do Parque Nacional do Iguaçu. Já a Itaipu Binacional recebe mais de 500 mil visitantes/ano. E os eventos atraem outros 300 mil visitantes. Foz do Iguaçu vem se transformando nos últimos anos em um destino turístico de qualidade para lazer, eventos e ecoaventura.

Conhecimento – Foz do Iguaçu vem se firmando também como polo de conhecimento e de novas tecnologias. E assiste a uma retomada dos investimentos públicos e privados. O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), em Foz do Iguaçu, com projeto arquitetônico assinado por Oscar Niemeyer e com previsão de atender a 10 mil alunos brasileiros e latino-americanos, vai transformar a região em um polo de conhecimento e de atividades acadêmicas.

Centenário – De colônia militar a cidade centenária. Foz do Iguaçu completa 100 anos em 2014. O município foi criado em 10 de junho de 1914.  A história do município é lembrada de várias formas neste ano, com exposição de fotografia, lançamento de livro, produção de documentário, concurso de redação, homenagens aos pioneiros e debates sobre o futuro da cidade.

Saiba mais: http://www.fozdoiguacudestinodomundo.com.br/

 CATARATAS DO IGUAÇU

FITCataratas Cataratas

A palavra Iguaçu significa “água grande”, na etimologia tupi-guarani. Uma das sete maravilhas naturais do planeta, as Cataratas do Iguaçu estão localizadas no trecho do Rio Iguaçu que faz fronteira entre Brasil e Argentina. Dentro do Parque Nacional do Iguaçu, no lado brasileiro, foi criado em 1939, com área de 185.262,2 hectares. Localizada dentro do Parque Nacional do Iguaçu, declarado em 1986 pela Unesco, Patrimônio Natural da Humanidade.

Dezoito quilômetros antes de juntar-se ao rio Paraná, o Iguaçu vence um desnível do terreno e se precipita em quedas de 40 a 80 metros de altura, alcançando uma largura de 2780 metros. Sua formação geológica data de aproximadamente 150 milhões de anos, porém a formação do acidente geográfico das cataratas se iniciou a aproximadamente 200 mil anos. A vazão média do rio fica em torno de 1.500 m3 por segundo, variando de 500 m3/s nas ocasiões de seca a8.500 m3/s nas cheias. O volume maior de água ocorre entre os meses de outubro a março.

Ao todo são 275 quedas d’água, sendo 19 saltos os principais, cinco deles do lado brasileiro (Floriano, Deodoro e Benjamin Constant, Santa Maria e União) e os demais no lado argentino. O salto Garganta do Diabo é um dos que chama mais atenção, tem quase 85 metros de altura e seu formato lembra uma ferradura.

As Cataratas são visitadas anualmente por 2,5 milhões de turistas do mundo inteiro, provocando sempre sensações de encantamento e espanto, ao contemplar sua a diversidade e beleza da flora e fauna.

 Lenda das Cataratas do Iguaçu

FITCataratas Cataratas

O rio Iguaçu corria tranqüilo sem quedas nem cataratas. Os índios Guarani, habitantes do lugar, adoravam o deus Tupã e seu filho M’Boi, o deus serpente que vivia nas águas. A ele eram oferecidas em sacrifício as mais belas virgens da aldeia.

No dia em que a jovem Naipi seria sacrificada, Tarobá, um guerreiro apaixonado, raptou-a e tentou fugir descendo o rio numa canoa. Enfurecido, M’Boi penetrou nas entranhas da terra, contraiu seus músculos e, abrindo uma imensa cratera, revoltou as águas formando uma enorme catarata. Naipi foi transformada numa rocha, condenada a ser fustigada pelas águas da Garganta do Diabo. Tarobá converteu-se numa palmeira e desde então contempla sua amada por toda a eternidade.

A lenda: http://www.youtube.com/watch?v=cdE6I80YKB0.

ITAIPU BINACIONAL

FITCataratas itaipu01

Se o Rio Iguaçu abriga uma das sete maravilhas da natureza, no Rio Paraná, a apenas 38 quilômetros de distância, está uma das sete maravilhas da engenharia, segundo a lista elaborada pela Associação de Engenharia Civil dos Estados Unidos.

A Itaipu Binacional é a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta, que encanta por suas dimensões e pelos aspectos tecnológico e ambiental. Resultado de um tratado binacional, assinado em 26 de abril de 1973, localiza-se no Rio Paraná, na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Itaipu em tupi significa a pedra que canta´, e é a responsável por quase 20% de todo o consumo de eletricidade no Brasil e mais de 90% do consumo paraguaio, Itaipu é gigantesca em todos os sentidos. Maior do mundo em volume de geração de energia elétrica. A Itaipu é formada por uma barragem de 7.919 metros de extensão e altura máxima de 196 metros, o equivalente a um prédio de 65 andares.

A construção consumiu 12,3 milhões de metros cúbicos de concreto, suficientes para construir 210 estádios de futebol como o do Maracanã, no Rio de Janeiro. O ferro e o aço utilizados permitiriam a construção de 380 torres semelhantes à Torre Eiffel, de Paris.

O vertedouro da usina, que tem como função descarregar a água não utilizada para geração, tem capacidade para verter 62,2 mil m³/s, 40 vezes mais do que a vazão média das Cataratas do Iguaçu. Itaipu

 Turismo em Itaipu

Com a criação do Complexo Turístico Itaipu, as visitas no lado brasileiro foram divididas em três tipos de passeios

Circuito Especial: Permite a visita ao interior da barragem, no coração da maior hidrelétrica do mundo, onde é possível admirar as catedrais de concreto, e conhecer a sala de comando central.

Visita Panorâmica: Passeio que possibilita você ter uma noção do tamanho da usina, através da visão externa da maior hidrelétrica do mundo em geração de energia.

Iluminação da Barragem: Com uma trilha sonora especial, a barragem é iluminada gradativamente por um complexo de refletores e luminárias. Ao final, no contraste das luzes com a escuridão da noite, a usina iluminada parece ainda maior.

Ecomuseu: Um passeio pela história de Itaipu, de Foz do Iguaçu e de toda região do reservatório da usina. Entre as surpresas os visitantes podem apreciar espaços temáticos de água e energia, além de uma réplica do eixo de uma turbina em atividade – com direito aos ruídos característicos do coração da usina.

Refúgio Biológico Bela Vista: Unidade de proteção ambiental, criada por Itaipu nos anos 1970, para receber animais desalojados pela formação do reservatório. Ali são feitas pesquisas sobre fauna e flora, o que inclui a reprodução de animais silvestres em cativeiro e a produção de mudas florestais.

No refúgio, o visitante pode percorrer trilhas em meio à mata para ver de perto, em viveiros, animais como a onça-pintada, o macaco-prego e o gambá, nativos da região do reservatório.

Saiba mais: https://www.turismoitaipu.com.br/

PARQUE DAS AVES

Parque das aves (1)

O Parque das Aves é um empreendimento privado voltado para a conservação ambiental. Localizado em meio à Mata Atlântica, cada visitante percorre a trilha que leva a grandes viveiros, especialmente preparados para acompanhar de perto a beleza e a vida de cerca de 130 espécies de várias partes do mundo, sendo a maioria da fauna brasileira.

Ao todo, são mais de 900 aves que criam a cada dia um espetáculo diferente de cores, sons e movimentos. Ao final do passeio, existe a oportunidade de interagir com araras para uma foto. Mais do que um atrativo turístico, o Parque das Aves é reconhecido internacionalmente por ações na área de educação, pesquisa, reprodução e conservação ambiental.

Parque das aves (2)

Recentemente inaugurou o maior viveiro de Araras do mundo, com uma capacidade para até 300 aves em um mesmo recinto. As Araras tem espaço ideal para vôos e os visitantes observam e fotografam a vontade. Um borboletário que também abriga beija flores completa experiência do passeio.

Saiba mais: http://www.parquedasaves.com.br

MARCO DAS AMÉRICAS

Marco-das-Três-Fronteiras

O Marco das Américas inaugurado em 20 de Julho de 1903, é um dos principais pontos históricos da cidade de Foz do Iguaçu, é um obelisco feito de pedra, que fixa o limite territorial e a soberania dos três países Brasil, Paraguai e Argentina possuem um próprio monumento, no qual cada um se diferencia com as cores da nação.

O cenário impressionante onde se juntam as águas do Rio Iguaçu com as do Rio Paraná, emociona o visitante que pode ver Brasil, Argentina e Paraguai tão próximos de um só ponto.

O Complexo Turístico Marco das Américas possui nova e moderna infraestrutura com acesso a estacionamento, Centro de Visitantes e Boteco Cabeza de Vaca.

Marco-das-Americas

 Outros atrativos

Foz do Iguaçu e a região trinacional possuem outros atrativos, como Lago de Itaipu, Salto de Paraquedas, Macuco Safari, Templo Bud bgista, Kattamaram, Mesquita Islâmica, Cognópolis, Campos de Golf, museus, reservas indígenas, museus, missões jesuíticas, arapuca gigante, minas de pedras, orquidários, recanto dos cactos, pesca, entre outros.

Saiba mais: http://www.fozdoiguacudestinodomundo.com.br/

« Voltar para Home